Posted in:

Como economizar na viagem de lua de mel?

Já tivemos oportunidade de comentar em vários textos aqui como economizar na viagem de maneira geral. Foram dicas importantes que surtiram efeito, a contar pela participação de nossos visitantes.

Economizar na viagem em tempos de crise, além de ser necessário, é exercício importante para conhecimento de alguns tópicos interessantes sobre macroeconomia, especialmente a economia do local para o qual se vai viajar.

Ora… viagem de lua de mel é uma viagem como outra qualquer. Aliás, é até mais fácil de conseguir economizar nessa viagem que em outro tipo, pois você já está no clima de planejamento, já está envolvido com técnicas de programação de viagem.

Então, tudo do que precisa é acrescentar alguns detalhes para que sua lua de mel seja perfeita aula de como economizar na viagem.

lua de mel perfeita

Não há segredo na idealização de sua viagem de lua de mel dos sonhos. É aconselhável tomar algumas precauções e atentar-se a alguns detalhes e sua viagem vai ser a coroação esperada da maravilha que foi a festa como um todo.

Atentando-se a tais detalhes, segundo estudos feitos por diversas agências de viagens, você pode chegar a economizar até 85% de todos os custos na viagem.

E, venhamos e convenhamos, em tempos em que a gente anda contando reais, economizar num momento em que você inicia sua vida a dois é grande passo para você se acostumar a planejar seus gastos futuros.

É ou não é?

Afinal, você já teve despesas demais na preparação da festa, na compra de móveis da casa nova, das roupas, cerimônia… ufa!

Melhor a gente parar por aqui ou vai acabar tirando seu ímpeto de casar. Mas nossa intenção é contrária a isso: case-se aproveitando nossas dicas para economizar na viagem. Pelo menos da viagem.

Vamos lá, então. Vamos a algumas maneiras de economizar na viagem de lua de mel.

O destino pode impedir economizar na viagem

Desde a pré-adolescência, a gente vai sendo induzido a pensar em nosso próprio enlace matrimonial. Quando a gente ouve as primeiras informações sobre casamento, felicidade, festa de casamento, lua de mel etc., lá no fundo da inconsciência já pensa como seria.

economizar na lua de mel

E quando se fala em lua de mel, quando se vê fotografias das viagens de lua de mel, com as belas paisagens, com restaurantes limpinhos e aconchegantes, o pôr do sol fantástico etc., já se começa a planejar a própria. Ou seja, anos e anos antes do casamento, o destino da viagem está praticamente definido.

É claro que muita coisa muda, mas, via de regra, especialmente as noivas dizem que querem ir para tal local porque “penso em passar a lua de mel lá desde criancinha”. E é quase isso mesmo: desde criancinha.

Contudo… aí vem o tal “contudo”… seu sonho de consumo em relação à viagem de lua de mel pode não ser factível depois de tantos anos. E por diversas razões.

  • Época do casamento

Vocês dois planejaram tudo no casamento: padrinhos, danças, salão, igreja, roupas, convidados e destino de viagem de lua de mel. Acontece que o fim de semana do casamente caiu justamente em alta temporada no local para o qual vocês decidiram viajar.

Bem… alta temporada é sinônimo de altos gastos. Isso se dá pela bendita lei macroeconômica da “oferta X procura”: “quanto maior a procura, mais caro é o produto ou serviço”. Essa lei existe em todas as sociedades capitalistas, é normal, é aceitável e até mesmo compreensível. Comerciantes vivem de lucros. Se 100 pessoas estão procurando o mesmo serviço ou produto, pode aumentar o preço. Se “Jão” não aceitar, certamente “Zé” aceita e vice-versa.

Por exemplo: não planeje viagem de lua de mel para o Rio de Janeiro durante o Carnaval. A menos que sua intenção não seja economizar. Não planeje sua viagem de lua de mel para balneários durante as férias de meio de ano ou no início do verão. A menos que você tenha polpuda conta bancária.

Assim, defina o local para o qual vai viajar em lua de mel, pesquise quais são as épocas de altas temporadas e marque seu casamento para qualquer data fora dessa temporada. Você vai ficar de boca aberta com o valor que economiza.

  • Casamento às sextas ou sábados

É costume no Brasil marcar casamento para as sextas-feiras ou sábados. É tradição, pois são os dias em que os convidados estão disponíveis para participarem desse dia especial na vida dos noivos.

Contudo… olha o tal “contudo” aí de novo… passagens de avião ou de ônibus costumam ser mais caras a partir das quintas-feiras até o domingo à noite.

Nesse caso, para não ter poucos convidados na sua festa de casamento numa quarta-feira, exemplo, marque seu casamento para a sexta ou sábado, mas vá viajar na terça-feira.

Não… o encanto não será quebrado. Afinal, estamos em época social em que a lua de mel é apenas uma viajem para curtir o local a dois. Os objetivos de 20, 30, 40 anos antes deixaram de ter força.

Portanto, vocês não precisam viajar exatamente horas depois da festa de casamento. Pode viajar dias depois dela.

Planeje o destino de sua viagem de forma que meios de semana sejam tão bons quanto os fins de semana.

  • Horário

Uma viagem de lua de mel normalmente fica marcada para depois da festa. Esta, por sua vez, é organizada para encerrar de madrugada. Bem… isso é ótimo! Empresas aéreas e até mesmo muitas empresas de ônibus dão desconto para trajetos feitos nas madrugadas.

Aproveite.

E se a festa estiver boa, animada, e seus convidados permanecerem, você tem duas opções: diga a todos que infelizmente vão precisar se retirar porque o avião já está de saída ou saia à francesa, de fininho.

Antes, verifique os horários de check-in e acessos na pousada ou hotel ou mesmo hostel que reservou. Assim, você evita ter de permanecer na rodoviária ou aeroporto até a hora de início de atividades.

  • Bem Antes

Companhias aéreas costumam gostar muito de vender passagens com muita antecedência. Gostam tanto que dão desconto para isso.

Considere a possibilidade de comprar a passagem aérea com 40, 50, 60 dias antes de viajar. É possível que você consiga descontos de 70% no valor real.

Carro, avião (milhas) ou ônibus?

Bem… qualquer opção tem lá suas vantagens e suas desvantagens. Antes de qualquer atitude, acesse sites de companhias aéreas e consulte e analise planos de milhagem. Viajar com milhas pode ser uma grande ideia por vários fatores. Mas se lembre de que é altamente aconselhável analisar friamente todas as regras de plano de milhas.

Talvez você se surpreenda com o índice de probabilidade de ter os custos de viagem de avião zerados. É serio.

Vamos ver:

  • Carro

Viajar de carro é mais cômodo, mais prático e mais barato. Bem… depende da distância da viagem. Na maioria dos casos, sai mais em conta porque os viajantes não arcam com os lucros das empresas nem com taxas adicionais.

Mesmo assim, é sempre bom pensar que uma viagem longa de carro exige atenção a dois fatores que costumam consumir bons valores de seu bolso: pedágios e exame técnico preventivo no veículo.

Calcule os pedágios até seu destino e os de volta. Verifique com o seu mecânico o valor de manutenção prévia. Identifique os gastos com combustível e alimentação durante a viagem. Some tudo e compare os valores.

Pense também no seguinte: dirigir é estafante e cansativo. Veja se vale a pena cansar-se e descansar no destino ou acomodar-se tranquilidade na poltrona de um avião ou no banco de um ônibus e deixar a estrada passar por baixo de si.

  • Avião

Se você seguir as dicas de dias e horários, é possível que consiga bons descontos no valor da passagem. Além do mais, como você certamente marcou seu casamento com muita antecedência, claramente terá tempo para acumular milhas de viagem.

Pense nisso já a partir de momento em que disse “sim” ao noivo ou ouviu o “sim” da noiva. É o momento de começar a amealhar vantagens de crédito em milhas na companhia de viagem a partir de seu cartão de crédito.

  • Ônibus

E você ainda dispõe da opção de viajar de ônibus. Muitas empresas oferecem nível de conforto tal que deixa muita gente de boca aberta. Pesquise.

Economizar na viagem de lua de mel com jeitinho brasileiro

O brasileiro é povo altamente intuitivo e criativo. E isso nada tem a ver com tal “Lei do Gerson”, a “jeitinho brasileiro de conseguir vantagem em tudo”, mesmo que de maneira errada, muitas vezes.

ganhar dinheiro para lua de mel

Há maneiras de fazer a viagem de lua de mel sair mais barata e ainda agradar a todo mundo, de convidados a parentes.

  • A gravata do noivo arca com metade dos gastos…

“Vender pedaços da gravata do noivo” é tradição nos casamentos brasileiros. O pessoal faz festa nesse momento, pois as brincadeiras são estimulantes e hilariantes.

Alguém, normalmente um dos padrinhos, inicia a brincadeira arrastando o noivo pela gravata com uma mão e, na outra, porta uma tesoura. Sai oferecendo a “lembrancinha”. Muitos convidados, ou envolvidos pelo clima de brincadeira ou por ação da cerveja, acaba “comprando” por 100, 200R$ um pedacinho da gravata.
Isso é estimulante… para o noivo, claro. E é claro também que, em muitas vezes, os padrinhos tomam a iniciativa da brincadeira para fugir da obrigatoriedade de também ter de comprar um pedaço… mais isso é outra história, né não?!

  • Pétalas de rosa no salto alto da noiva arcam com a outra metade

E não bastasse a “venda” de pedaços da gravata, há alguns anos lançou-se “venda de pétalas de rosa” acumuladas no interior do salto alto da noiva. Desta feita, as “vítimas” são as mulheres convidadas.

Algumas boas almas, demonstrando grande carinho pela noiva, “compram” pétalas por 50, 100R$.

Ótima ideia, não é?

E o bom da coisa é que ninguém é obrigado a comprar nada, mas a maioria colabora de alguma maneira.

  • E a lista de casamento?

Por que não incluir a viagem de lua de mel na lista de casamento? Boa parte das lojas de presentes em geral dispõe de aplicativo em seus sites para controlar as compras de presentes de determinado casal. Seus nomes e identificação geral ficam expostos no site. Os convidados podem escolher em lista previamente definida pelos noivos os presentes que querem e podem comprar.

Algumas empresas com visão de mercado já estão de olho nesse filão. Estão buscando mecanismos legais para oferecerem esse serviço: a tal “vaquinha” àO convidado opta por também colaborar na viagem; faz a compra do presente; o troco vai direto para a conta dos noivos; ou ainda pode fazer um depósito à parte.

De qualquer maneira, enquanto esse serviço não é oferecido oficialmente, os noivos podem fazer uma lista de arrecadação informal. Nada demais. Se bem que já existem algumas lojas que conseguem fazer inclusão da viagem de lua de mel em suas listas de presentes. Consulte.

 Estratégias diversas para economizar na viagem de lua de mel

Lua de Mel

Há outras maneiras “ocultas” de economizar na viagem.

  • Saia sem pagar a pernoite…

Mas honrosamente, honradamente, claro. Basta deixar o hotel antes do início do pernoite. Alguns deles cobram pela noite extra. Sair antes não vai alterar em nada as boas lembranças que vocês vão acumular dos dias anteriores.

  • Opte por acomodações apenas

Nada mais romântico que acordar a noiva ou noivo – agora já esposa ou esposo – e levá-lo(a) a um lauto café da manhã no restaurante da esquina. E fazer as refeições lá também ou em outro mais em conta.

A maioria dos hotéis inclui alguns percentuaizinhos de lucro sobre o valor das refeições. Claro… são empresas e precisam aproveitar todas as ocasiões para sair do vermelho. Mas você não precisa ser o meio pelo qual eles vão conseguir isso, né?

  • Diga a todos que se casaram

O brasileiro é também povo hospitaleiro e torcedor pela felicidade alheia. Você pode obter algumas vantagens pelo simples fato de comunicar que se casou. No hotel, faça que a equipe saiba que escolheu aquela empresa para passar os primeiros dias de casados. Com sorte, vocês podem receber um presentinho: desconto maior na suíte nupcial, um jantar gratuito, uma sessão de massagem no spa ou ainda uma apresentação especial na banda de música no barzinho do hotel.

No restaurante, faça o mesmo. O vinho especial da casa pode sair de graça.

Pode não ser quase nada, mas é mais que nada, não é?

  • Minucie-se de documentos

A menos que você já viajar para o exterior, mantenha cópias autenticadas dos documentos pessoais do casal. Perder documentos na esquina de casa já é ruim; perdê-los a quilômetros e quilômetros de distância é muito pior.

Se conseguiu reservar um hotel, imprima o documento de reserva; imprima o e-mail que confirmou a reserva; mantenha em mão o nome do funcionário que fez a reserva; mantenha o número de telefone do hotel.

Aja com a mesma parcimônia em relação à compra antecipada de passagens. Mantenha em mão todos os comprovantes possíveis, incluindo aqueles que você acha que jamais vai usar.

Providências simples como essas evitam gastos desnecessários de boa quantidade de reais que você pode dispor na sua viagem.

  • .. planeje… planeje…

Inclusive as compras que vão fazer durante a viagem. Trazer lembrancinhas desse momento especial na vida de um casal é fantástico! Mas se atenha a que as grandes lembranças são exatamente as que nada custam: memória.

Se quiser eternizar, faça isso em fotografias, que custam quase nada.

  • Duas luas de mel

Que tal oferecer duas viagens a si e ao cônjuge? Já pensou? Se gastou muito dinheiro na preparação da cerimônia – festa, igreja, convidados etc. – e o que sobrou não dá para fazer aquela viagem dos sonhos, faça uma viagem mais barata nem que seja àquela praia conhecidíssima que todos acham que não tem encanto algum.

Lembre-se de que, na lua de mel, o importante é o casal e não a situação. Depois de casados, os dois podem economizar e planejar uma viagem melhor ainda do que sonharam a via inteira.

  • Aproveite o estado de espírito dos gerentes de hotéis

Muitos procedimentos de gestão de hotelaria facilitam a vida dos nubentes. Eles promovem pacotes especiais com muitas vantagens. Pesquise… pesquise. Você vai encontrar um interessante.

Têm nomes pomposos como “Noite Romântica a Dois”, “Lua de Amores no Hotel ‘X’”, “Mais Mel na sua Lua na Pousada ‘Y’” etc. Em qualquer deles, é vantagem na certa.

Uma agência de viagem. Pense nisso!

Todos desenvolvemos expertises em nossas respectivas atividades. E essas atividades podem ter sido aprendidas em cursos acadêmicos, técnicos ou sem curso algum.

De qualquer maneira, todos temos nossa própria maneira de nos relacionar com o que fazemos. E sempre procuramos fazer o que há de melhor para que tudo saia a contento. Isto se dá porque somos humanos e, portanto, sentimos, temos expectativas, temos alegria quando nosso trabalho resulta em algum benefício.

Uma agência de viagem é, claro, feita por seres humanos, a despeito de tanta tecnologia atualmente. Aliás, o lado humano em uma agência de viagem é o que mais conta. Ela trata diretamente de sonhos, de trabalho, de busca a futuro ou a entretenimento, ou seja, alegria.

Um operador de turismo tem experiência. Ele pode levar a você as melhores opções para economizar na viagem de lua de mel. Sua intenção é fazer que sua viagem seja continuidade da felicidade do momento do “sim” e do “enfim, sós”.

Converse, consulte e relacione-se com um operador de agência de viagem. Ele conhece os melhores destinos, inclusive aquele com o qual vocês dois sonham desde que se casaram. Ele é capaz de dizer em que época do ano é melhor viajar para lá ou, se necessário e conveniente, oferecer destinos diferentes para os quais vocês dois jamais pensaram em ir. Não pensaram porque achavam que era inacessível, inatingível, impensável.

agencia de viagem lua de mel

Com três ou quatro palavras do operador de viagem, essa percepção pode mudar radicalmente. A sua tão sonhada para o Sul pode ser virada pela bússola e vocês viajarem para o Nordeste ou vice-versa; a praia tão almejada pode se transformar em pousada ou hotel-fazenda rapidinho; a viagem doméstica pode ser convertida em internacional.

Mantenha boa relação com um operador de agência de viagem por meses antes de se casar e sair para a viagem de lua de mel. Vá informando suas condições, vá pedindo sugestões, vá se familiarizando com os planos de viagem, com os pacotes promocionais, com a vida de turista. Estamos certos de que seu operador de viagem tem grande vivência, o bastante para apontar os melhores destinos.

Pesquisar é a palavra de ordem atualmente em termos de viagem, seja em lua de mel, seja a trabalho, seja por lazer. Antes da internet, pesquisar já era importante; com a internet, ficou fácil. Adira a planos de milhagens, inteire-se de ações promocionais. Há sempre uma saída que atenda a suas expectativas e às de seu cônjuge.

Jamais procrastine. Jamais deixe para amanhã. A pior situação enfrentada por um casal recém-casado é descobrir que falhou no planejamento da viagem de lua de mel. E não estamos falando apenas no sentido econômico, financeiro das circunstâncias. Estamos também pensando no lado psicológico. Uma falha é o que vai pesar durante muitos anos no relacionamento de ambos.

Claro que tudo pode ser levado na brincadeira, mas que é chato ver amigos apontando falhas durante anos posteriores, lá isso é. Portanto, analise profunda e atentamente qualquer plano de milhagem ou ação promocional antes de aderir. Interrupções de pagamentos mensais, distratos e outros mecanismos só trazem desconfortos psicológicos e financeiros.

E sabe aquele casal amigo que trouxe imagens extraordinariamente belas de sua própria lua de mel? Aquelas imagens com sorrisos de orelha a orelha em praias paradisíacas, com garçons engravatados debaixo de sol escaldante oferecendo uma bandeja com ostras e camarões e os cabelos da recém-casada sendo beijados por brisa suave e intensificadora? Sabe aquela viagem deles?

Pois bem! Foi a viagem deles. Talvez não tenha nada a ver com a sua. Então, não a use como parâmetro para desenhar sua própria viagem de lua de mel. Construa seu próprio sonho, busque suas próprias informações, acompanhe sua própria realidade. Aquele casal pode ter ganho a lua de mel do padrasto rico ou a empresa em que trabalha deu a viagem de presente. Talvez não seja seu caso.

De qualquer maneira, em qualquer situação, lembre-se de que estará vivendo uma realidade. Esqueça os livros românticos açucarados em que mocinhas e mocinhos passam um fim de semana sem entraves ou filmes de Hollywood em que até mesmo Frank Sinatra é revivido para cantar para o casal.

A realidade pode ter um atraso aqui, uma dorzinha de cabeça ali, uma escala não prevista na viagem de avião, uma reserva incorreta no hotel. Porém, se você planejou, se pesquisou, se deteve documentos, se porta comprovantes, não vai ser qualquer empecilhozinho que via atrapalhar a viagem de seus sonhos.

Felicidades em seu casamento e boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *